Plenário manifesta apoio e Câmara inclui Semana da Virada Cultural no Calendário Oficial do Município

por Robson Luis Monteiro publicado 11/04/2017 10h46, última modificação 11/04/2017 10h46
Votação foi unânime e Projeto prevê evento para o mês de junho; semana visa fomentar e promover os segmentos culturais e ampliar a divulgação dos trabalhos de artistas da cidade e região
Plenário manifesta apoio e Câmara inclui Semana da Virada Cultural no Calendário Oficial do Município

Plenário foi unânime em aprovar a inclusão da Semana da Virada Cultral em Pindamonhangaba

Os artistas de Pindamonhangaba e região ganharam um novo espaço para divulgar suas obras e sua arte com a aprovação unânime do Projeto de Lei n° 35/2017, do vereador Renato Nogueira Guimarães - Renato Cebola (PV), que “Institui a Semana da Virada Cultural no município de Pindamonhangaba”. A votação aconteceu nesta segunda-feira, dia 10 de abril, durante a Ordem do Dia da 11ª Sessão Ordinária realizada no Palácio Legislativo “Dr. Geraldo José Rodrigues Alckmin”.

No projeto referendado pelos parlamentares, o artigo 1° relata que “fica instituída no Calendário Oficial do Município a "Semana da Virada Cultural", a ser realizada anualmente, no segundo final de semana do mês de junho”. O objetivo, segundo o vereador, é promover ações que visem a interação e participação da população nos eventos culturais do município; fomentar e promover diversos segmentos culturais no município; ampliar a divulgação dos trabalhos de artistas da cidade e região; autorizar e valorizar os trabalhos culturais de artistas da cidade e região, e incentivar a população para a utilização dos espaços públicos.

Ao justificar a apresentação da proposta, Renato Cebola frisou que “a Virada Cultural é um evento cultural e inclusivo, leva atrações de qualidade aos munícipes de todas as classes sociais que não tiveram a oportunidade de participar de eventos culturais anteriormente, por falta de condições financeiras”. O vereador ressalta que “uma das principais programações do evento é a música, contemplando a pluralidade de ritmos, estilos, e a participação de cantores regionais e até nacionais”. Renato Cebola observa que “a programação inclui também as artes cênicas, fotográficas, além de desfiles e cortejos de manifestações populares, espetáculos de dança, oficina de grafite, gastronomia, entre outras atrações”. “O Estado Brasileiro estabeleceu a cultura como direito fundamental para o desenvolvimento de seus cidadãos e nessa condição instituiu a garantia de pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da cultura nacional, conforme dispõe o artigo 215 da Constituição Federal. Por estas razões é que apresentei este importante projeto que já existe em diversas cidades da RM Vale”, concluiu o vereador Renato Cebola.


Residencial Viver Melhor

Outro projeto relacionado na Ordem do Dia - Projeto de Lei n° 36/2017de autoria do vereador Carlos Moura – Magrão (PR), que “denomina a Avenida 01 (um) do Residencial Viver Melhor, localizado no bairro Araretama – Pindamonhangaba/SP, de AVENIDA ANTONIO FERNANDES (SILVINHO LOCUTOR)” também foi aprovado por 9 votos a zero, coma ausência do vereador Janio Ardito Lerario (PSDB).

Biografia

Nascido em 20 de Junho de 1937, em Pindamonhangaba, Antonio Fernandes era o filho caçula de Maria Tereza Claudina e Francisco Fernandes. Antonio trabalhava na colheita de arroz na fazenda Mombaça e aos 17 anos conheceu Maria da Silva Fernandes. Casaram-se em 24 de dezembro de 1956 e tiveram 9 filhos. Antonio foi sempre apaixonado por moda de viola. Fazia dupla com um amigo e até chegaram a gravar um LP com o nome artístico de Lauro e Laurito.

Depois de morar em Taubaté, Antonio voltou a viver em Pindamonhangaba e começou a trabalhar na Rádio Difusora como locutor, ficando conhecido com o nome artístico Silvinho e também por sua frase marcante "Deixa Cair", no programa "Rancho do Caboclo", que acontecia todo domingo. O programa era comandado por ele e pela filha caçula, Elisabete, conhecida na rádio como Tuquinha. Além de locutor, Antonio era guarda em uma empresa em Pindamonhangaba. Foi convidado pelo prefeito de Pindamonhangaba, Vito Ardito Lerario, para organizar um evento com duplas sertanejas para a realização de shows na cidade. Aos 58 Anos se aposentou e continuou trabalhando como carpinteiro.

Antonio era católico a tinha grande devoção a Nossa Senhora Aparecida. Sempre brincalhão, caridoso e muito querido por todos, conseguiu voltar para Rádio Princesa como locutor, comandando o programa “Canta Brasil”. Era acompanhado por suas netas Sara e Danielle. Aos 77 anos, Antonio ficou bastante debilitado por conta da diabetes. No início de 2015 ficou internado por 19 dias na Santa Casa de Pindamonhangaba, onde passou por um cateterismo para auxiliar em sua saúde. No mês de agosto de 2015 foi encaminhado novamente ao hospital de Pindamonhangaba, pois apresentava um quadro de saúde grave com o coração inchado, água nos pulmões, rins parando, diabetes, tireoide e anemia. Faleceu na madrugada do dia 23 de agosto de 2015. Antonio deixou esposa, 7 filhos, 18 netos, 8 bisnetos. Hoje a família e os amigos guardam lembranças do pai, avô, bisavô e amigo, um homem de caráter e honesto que cativava todas as pessoas por sua simplicidade e carisma e que deixou para nós um grande exemplo e uma eterna saudade.


12ª Sessão Ordinária

Devido ao feriado de São Benedito, na segunda-feira, dia 17 de abril, a 12ª sessão ordinária da Câmara de Pindamonhangaba acontecerá na quarta-feira, dia 19 de abril, às 18 horas. A sessão é aberta ao público. A reunião será realizada no Plenário “Dr. Francisco Romano de Oliveira”, que está localizado na rua Alcides Ramos Nogueira, 860 – Mombaça. A sessão tem transmissão “ao vivo” pela internet no portal www.pindamonhangaba.sp.leg.br.