Vereadores aprovam 6,58% de reposição salarial para o funcionalismo de Pindamonhangaba

por Luiz Carlos Pinto publicado 16/05/2017 17h38, última modificação 16/05/2017 17h40
Estão excluídos desta majoração os vereadores, o prefeito, o vice-prefeito, secretários, assessores e funcionários providos por comissão e funções designadas. Na mesma sessão foi aprovada denominação de rua no Residencial Flamboyant
Vereadores aprovam 6,58% de reposição salarial para o funcionalismo de Pindamonhangaba

Câmara aprova aumento do funcionalismo municipal do Executivo e do Legislativo

A Câmara de Vereadores de Pindamonhangaba, por ocasião da 16ª Sessão Ordinária, realizada na segunda-feira, dia 15 de maio, no Palácio Legislativo Dr. Geraldo José Rodrigues Alckmin, aprovou por unanimidade o Projeto de Lei nº 72/2017, de autoria do Executivo, que prevê um aumento salarial na ordem de 6,58% (seis vírgula cinquenta e oito por cento) retroativo a 1º de maio de 2017 para o funcionalismo público, abrangendo também os servidores da Fundação Dr. João Romeiro, além dos aposentados e pensionistas pagos pelo município. De acordo com o projeto, este reajuste não atinge os cargos providos por comissão e funções designadas da administração municipal. Da mesma forma, o Projeto de Lei nº 73/2017, de autoria da Mesa Diretora da Câmara, aprova o mesmo percentual para os funcionários do Legislativo. Também foram apresentados os Projetos de Lei nº 75/2017 e nº 76/2017, de autoria da Mesa Diretora da Câmara que fixa o salário do prefeito, do vice-prefeito e dos secretários e o subsídio dos vereadores, respectivamente, para manter os valores do ano passado, desta forma, eles não terão aumento nos seus vencimentos. Este é o segundo ano que a Câmara de Vereadores mantém inalterados os valores dos salários dos cargos públicos da administração municipal direta e o subsídio dos parlamentares. Outro Projeto de Lei apresentado, nº 74/2017, de autoria da Mesa Diretora da Câmara, que altera dispositivos da Lei n° 5.717, de 17.10.2014, que “dispõe sobre a Estrutura Administrativa da Câmara Municipal de Pindamonhangaba”, foi rejeitado por seis votos contrários e três favoráveis; e o Projeto de Resolução nº 04/2017, também da Mesa Diretora que, fixa limites para gastos com telefonia fixa e telefonia móvel dos vereadores, assessores e funcionários do legislativo, foi aprovado por unanimidade.


Ordem do Dia

O Projeto de Lei n° 69/2017, de autoria do Poder Executivo, que “Institui no Município de Pindamonhangaba o Programa de Dispensação Gratuita de Medicamentos à população carente – Farmácia Solidária – e autoriza a Administração Municipal, com a participação do Fundo Social de Solidariedade de Pindamonhangaba, a celebrar convênio com as instituições de ensino de farmácia, entidades de classe correspondentes e entidades governamentais e não governamentais”, foi adiado por sete dias, atendendo a solicitação do vereador Roderley Miotto (PSDB), Presidente da Comissão de Saúde e Assistência Social.

Outra propositura que constou da ordem do Dia, o Projeto de Lei n° 61/2017, de autoria do vereador Toninho da Farmácia (PSDB), que “Denomina a Rua 01 (um) do Loteamento Residencial e Comercial Flamboyant, localizado no bairro Socorro – Pindamonhangaba, de Rua José de Assis Alvarenga (Zé Sambinha)”.


José de Assis Alvarenga – Zé Sambinha

Nascido em 25 de março de 1928, Zé Sambinha, durante mais de 70 anos espalhou alegria em forma de música. Na banda Euterpe, em blocos carnavalescos, escolas de samba, desfiles de 07 de Setembro ou simples festinhas de amigos, lá estava sempre o “Zé” fazendo samba. Foi casado durante 60 anos com Maria Trindade Palma de Alvarenga, falecida em 2008 aos 78 anos de idade. O casal teve cinco filhos: Ademir, Adilson, Airton, Vera e Almir. Todos eles herdaram o amor pela música e também deixaram seus nomes na história. Zé sambinha teve 12 netos e 10 bisnetos. Era funcionário público estadual na área da Educação.

O apelido Zé Sambinha surgiu quando ele ainda era moleque, montou sua primeira bateria e começou a tocar samba em festinhas, aí ganhou o apelido que o acompanharia durante toda a vida. Tocou muito pistão e percussão. Aos 10 anos de idade saiu no bloco do Corinthians e nunca mais parou de integrar os blocos e escolas de samba. Desfilou na escola do Alto do Tabaú, onde nasceu a primeira agremiação carnavalesca de Pindamonhangaba. Na Corporação Musical Euterpe começou em 1946 tocando trombone, participou de momentos históricos como músico e como presidente da Banda por 10 anos, de 1989 a 1998. A Banda esteve presente em todos os eventos religiosos e cívicos de Pindamonhangaba. Zé Sambinha também montou uma banda com alunos da APAE, no começo foi difícil, mas eles foram aprendendo e o músico ficou muito feliz. Idealizou uma bandinha com trajes típicos que desfila pelo centro da cidade na época do Natal. Foi instrutor da fanfarra da Instituto de Educação João Gomes de Araújo. Em 2009, Zé Sambinha foi homenageado pela Prefeitura, junto com outros integrantes da famosa “Euterpe”, que na ocasião comemorava 184 anos de atividades. O momento que mais o marcou como músico da Euterpe, foi quando morreu o companheiro Waldomiro, que durante 64 anos fez parte da Banda. Zé Sambinha era Corinthiano, gostava de música e dança, frequentava a Ferroviária, Vila São Benedito, Recinto São Vito e Lar Irmã Terezinha. Faleceu em 2012 aos 84 anos.


Tribuna Livre

A Diretora da FATEC – Faculdade de Tecnologia de Pindamonhangaba, do Centro Paula Souza, Professora Drª Cristina de Carvalho Ares Elisei, fez uso da Tribuna Livre para apresentar a FATEC aos vereadores e falar sobre os cursos de nível superior gratuitos para a população. Segundo a professora, são oferecidos em Pindamonhangaba os seguintes cursos: Ensino à Distância: Gestão Empresarial; Gestão de Negócios e Inovação; Manutenção Industrial; Mecânica: Processos de soldagem; Processos Metalúrgicos e Projetos Mecânicos. As Inscrições estão abertas para os vestibulares do meio do ano. A Diretora ressaltou que Pindamonhangaba possui uma faculdade gratuita de acordo com a demanda industrial da cidade, porém dezenas de alunos costumam abandonar as salas de aulas devido à dificuldade de transporte. Segundo a professora, diversos alunos de outras cidades possuem passe livre, enquanto os alunos da cidade não tem este tipo de transporte gratuito. Ela pediu aos vereadores para que possam interceder pelos alunos junto ao poder público.

Próxima Sessão Ordinária

A 17ª Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Pindamonhangaba será realizada na próxima segunda-feira, dia 22 de maio, a partir das 18 horas no plenário “Francisco Romano de Oliveira”. O Palácio Legislativo “Dr. Geraldo José Rodrigues Alckmin” está localizado na rua Alcides Ramos Nogueira, 860 – Mombaça. A sessão é aberta à população, com transmissão “ao vivo” pelo canal 4 da operadora de TV a cabo NET e pela internet no portal www.pindamonhangaba.sp.leg.br.