Pelo 6º ano consecutivo Câmara aprova por unanimidade o mesmo valor de subsídio para os vereadores da próxima legislatura

por Luiz Carlos Pinto publicado 19/11/2020 14h50, última modificação 19/11/2020 14h57
Há seis anos os parlamentares mantém os subsídios congelados, não tendo nenhum aumento nos seus salários. Na mesma sessão foram aprovadas duas denominações de via pública.
Pelo 6º ano consecutivo Câmara aprova por unanimidade o mesmo valor de subsídio para os vereadores da próxima legislatura

Câmara mantém congelado o subsídio dos vereadores para a próxima legislatura

A Câmara de Vereadores de Pindamonhangaba realizou na quarta-feira, dia 18 de novembro, a sua 41ª Sessão Ordinária. Constaram da Ordem do Dia três projetos.

O Projeto de Lei n° 131/2020, de autoria do vereador Felipe César – FC (PV), que “Fixa o subsídio dos Vereadores para a Legislatura 2021/2024”, aprovado por unanimidade, mantém os mesmos valores dos subsídios que foi fixado na Lei Municipal n° 5.778, de 20 de maio de 2015. Este é o 6º ano consecutivo que os parlamentares do Legislativo de Pindamonhangaba não recebem aumento.

Denominações

O Projeto de Lei n° 119/2020, de autoria do vereador Roderley Miotto (Podemos), que “Denomina a Pista de Mountain Bike CrossCountry XCO no bairro Vitória Park de Carlos Henrique de Paiva – RICK”, recebeu aprovação unânime dos vereadores.

Outra denominação aprovada por todos os parlamentares é o Projeto de Lei n° 125/2020, de autoria do vereador Carlos Moura – Magrão (PL), que “Denomina de Adriano Calazans a Avenida 21 do Residencial e Comercial Portal dos Eucaliptos, no Distrito de Moreira César”.

Carlos Henrique de Paiva

Popularmente conhecido como Rick, primeiro filho do casal Vicente Carlos de Paiva e Rosineire Bento de Paiva, nasceu em 15 de abril de 1988, em Pindamonhangaba. Aos 3 anos de idade ganhou uma irmã chamada Debora. Seu pai era fazendeiro, motivo pelo qual se mudaram de casas algumas vezes. Foi no bairro Jardim Eloyna, onde viveu a maior parte da sua vida e fez seus melhores amigos, estudando na Escola Estadual Prof. Antônio Aparecido Falcão desde o primeiro ano até se formar. Rick desde cedo já trabalhava, com 16 anos de idade teve seu primeiro registro em carteira trabalhando com seu pai na fazenda, era um menino sonhador, sempre lutando para ter suas coisas. O pai católico e a mãe evangélica, Rick ainda não tinha definido uma religião a seguir, mas tinha uma Fé em Deus inabalável. E no ano de 2005 teve a maior prova do amor de Deus por ele, uma segunda chance! Ao ser atropelado na Via Dutra, fugindo de assaltantes. Depois juntou o dinheiro de seus salários e comprou sua primeira moto, uma YBR prata, na qual vivia caindo e se ralando. Rick era muito determinado, queria crescer na vida, até que em 2007 conseguiu seu primeiro emprego em fábrica, na FABER PINT e ali tomou gosto pela profissão de pintor. Em 2009 conseguiu foi trabalhar na PLASCAR, arrastando amizades e companheirismo por onde passava, nunca faltou em um dia de serviço ou sequer chegou atrasado, dizia que hora extra era seu sobrenome, saia da fábrica e ainda trabalhava de motoboy, sua vida era uma correria.

Em 2010 conheceu a pessoa que mudaria sua vida, Samantha. Ele todo sem juízo e ela toda certinha, aos poucos Rick foi mudando até seu jeito de se vestir, mas sua essência continuava a mesma, era querido por todos. Em 2013, foi demitido da PLASCAR, mas continuou trabalhando como motoboy. Depois foi trabalhar na FAURECIA, em seguida na PISANI em 2014, ano que se casou com Samantha e foi morar no bairro Vista Alegre. Apaixonado por bicicletas, decidiu comprar uma para ir trabalhar e ao mesmo tempo economizar. O sonho de Rick como profissional era trabalhar na NOVELIS, até que em 2015 foi chamado, estava realizado, trabalhava com o que gostava, ganhava bem e era perto de casa, com menos de dois anos de empresa recebeu sua primeira promoção. Era dedicado, responsável, trabalhador até demais, quase não tinha tempo pra nada. Em 2016 mais um de seus sonhos foi realizado, nasceu seu primeiro filho Luiz Miguel, a maior alegria da sua vida. Rick gostava de pedalar e os amigos gostavam do estilo MTB, foi quando resolveu comprar uma, dizia que era a sensação mais gostosa sentir o vento no rosto, conhecer novas paisagens, superar limites. Em 2019, junto com os amigos montaram o Grupo Quadrilha MTB, estavam sempre pedalando com todos os equipamentos de segurança necessários, gostava da adrenalina, de sentir a vida. Logo surgiu a idéia de montar uma pista de XCO em um dos terrenos vazios do Vitória Park, onde tinha passado parte de sua infância, brincando e vendo o bairro crescer. Por ironia do destino, no dia 23/04/2020, Rick partiu fazendo o que mais gostava, era seu dia de folga e como de costume tinha saído para pedalar pelas ruas do Goiabal com amigos, quando perdeu o controle da bike caindo de cabeça, vindo a óbito na hora. Um choque muito grande para todos que o conheciam, saudável, com seus 32 anos, em sua melhor fase da vida, feliz e bem com todo mundo, partiu sem ao menos avisar. Deixou como legado sua alegria de viver, coragem, dedicação, nos mostrando que a vida é mesmo um sopro, que devemos aproveitar cada dia como se fosse o último, dando sempre o melhor de nós!.

Adriano Calazans

Adriano Calazans, nascido em 02/11/1974, em Santos - SP, filho de Ana Fernandes Calasans e Gilmar Calasans (in memorian) e irmão de Ana Paula, Andréa e Rodrigo. Veio para Pindamonhangaba aos 6 anos de idade, desde de pequeno adorava brincar mas a preferida era empinar pipas. E o menino se tornou adolescente e as pipas sempre o acompanhou.

Estudou na Escola Dr. Martinico Prado - em Coruputuba, Sesi, na Escola Profª Eunice Bueno Romeiro - no Pasin e chegou a cursar Faculdade de Engenharia na Faculdade Anhanguera - Campus Taubaté, onde era conhecido por Tiozão da Engenharia.

Trabalhou na Antiga Alcan Aluminios e Gerdau. Sempre fã do pastel da barraca do Valter, onde era seu point. Sempre rodeado por amigos, era muito querido. Gordo como era carinhosamente conhecido, foi casado duas vezes. Uma fatalidade veio acontecer, sofreu um acidente de bicicleta, quebrando seus punhos na queda e, ao se internar no Hospital Policlin em São José dos Campos para uma cirurgia, contraiu uma forte bactéria agressiva que o levou, deixando muitas saudades.

Próxima Sessão Ordinária

A 42ª Sessão Ordinária de 2020, será realizada na próxima quarta-feira, dia 25 de setembro, a partir das 14 horas, no Plenário “Francisco Romano de Oliveira”, à rua Alcides Ramos Nogueira, 860 – Mombaça. A sessão poderá, ainda, ser acompanhada através da transmissão “ao vivo” pela internet no portal www.pindamonhangaba.sp.leg.br e no canal 4 da operadora NET.