Projeto Social Rayane é declarado de “Utilidade Pública” com apoio dos vereadores de Pindamonhangaba

por Robson Luis Monteiro publicado 23/08/2018 11h22, última modificação 23/08/2018 11h22
Documento recebeu votação unânime do plenário durante a 27ª Sessão Ordinária; Projeto do vereador Rafael Goffi Moreira (PSDB), que “Proíbe o consumo de bebidas alcoólicas no interior dos transportes coletivos” também foi aprovado por 10 votos
Projeto Social Rayane é declarado de “Utilidade Pública” com apoio dos vereadores de Pindamonhangaba

Câmara aprova Projeto com Declaração de Utilidade Pública do Projeto Social Rayane

Com as galerias do plenário totalmente tomadas por populares a Câmara de Pindamonhangaba realizou nesta segunda-feira, dia 20 de agosto, a 27º sessão ordinária de 2018. Na Ordem do Dia, os parlamentares apreciaram e analisaram 3 Projetos de Leis, sendo que 2 foram aprovados por unanimidade e um foi adiado após a apresentação de uma emenda.

O primeiro projeto a ser apreciado foi o Projeto de Lei n° 190/2017, do vereador Rafael Goffi Moreira (PSDB), que “Proíbe o consumo de bebidas alcoólicas no interior dos transportes coletivos de passageiros no âmbito do Município de Pindamonhangaba”. Ao projeto foi apresentado um substitutivo e este foi aprovado por 10 votos a zero, confirmando a essência do documento. O artigo 1° estabelece em sua diretriz principal que “fica proibido o consumo de bebidas alcoólicas, de qualquer gênero, e seus derivados, no interior de veículos públicos ou privados de transporte coletivo de passageiros autorizados, permitidos ou concedidos pelo Município de Pindamonhangaba”. De acordo com explicações do vereador Rafael Goffi, “o projeto tem por objetivo principal à segurança dos passageiros, afinal o consumo de bebidas alcoólicas, por diversas vezes, é o estopim para a prática delituosa e a proibição almeja a preservação do patrimônio público e, especialmente, a segurança dos usuários do transporte coletivo”.

Projeto Rayane

O outro Projeto de Lei votado e aprovado – por unanimidade do plenário – foi o PL n° 99/2018, do vereador Carlos Moura – Magrão (PR), que “Declara de Utilidade Pública a ASSOCIAÇÃO DE ARTES MARCIAIS JIU JITSU E TAEKWONDO RAYANE”. O PROJETO SOCIAL RAYANE é um projeto destinado a crianças e adolescentes, com o intuito de tirá-las das ruas e incentivar cada vez mais a prática do esporte, conhecimento e cultura, tendo como principais modalidades o Jiu-Jitsu, Taekwondo, Muay Thai e Danças Urbanas (Hip Hop). Foi criado em 2005 na garagem da residência do professor Júlio Fonseca (atual Presidente) é começou como Equipe Fonseca com apenas 5 (cinco) alunos frequentes nas aulas de Taekwondo. Em 2012 foi acrescentada a modalidade de Jiu-Jitsu, com o apoio das equipes de Luiz Dagmar - Careca JJ (São José dos Campos), Pulga JJ e Marcos Monteiro - JD (Pindamonhangaba). Em 2014 foi feito o convite à tesoureira e responsável pelo Centro Comunitário do bairro Maricá, Regina Barbosa, para oferecer as aulas de Jiu-Jitsu e Taekwondo no Centro Comunitário, com o objetivo de resgatar cada vez mais crianças das ruas e ampliar a quantidade de alunos na equipe. Assim, o Projeto começou a crescer e a participar de campeonatos de Jiu-Jitsu no Vale do Paraíba. No começo, o projeto tinha apenas alguns tatames para realizar os treinos, mas graças ao Sensei Ronaldo Vieira (equipe Careca JJ) que emprestou algumas de suas placas, o projeto teve continuidade.

Em 2015 acontece uma grande tragédia com uma de suas alunas: RAYANE HELENA SOUZA ANDRADE DE OLIVEIRA. Com apenas 8 anos de idade, filha de Geison Andrade de Oliveira (Vice-Presidente) e de Elisabete Souza (Secretária), RAYANE - que voltava da escola em sua bicicleta - sofreu um acidente, foi atropelada e morta por uma carreta que transitava dentro do bairro Maricá. O acidente abalou familiares e moradores da região. Rayane já havia participado do seu primeiro campeonato, conquistando a medalha de ouro. Após o acidente, foi decidido junto à família e diretoria, que seria solidificado o projeto e foi feita a homenagem, colocando o nome de Projeto Social "RAYANE".

O Projeto Social Rayane começou a crescer e a se destacar dentro de grandes campeonatos confederados como: Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu) e Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu Esportiva), conquistando alguns títulos de melhor equipe, devido à quantidade de medalhistas. Atualmente, o “Projeto Rayane” conta com campeões paulistas, brasileiros, Panamericanos, Mundiais entre outros títulos. Em fevereiro de 2017 foi acrescentada ao projeto a modalidade de Danças Urbanas (Hip-Hop) do grupo Dancing Soul, criado pela professora Beatriz Nogueira. O grupo começou com apenas 3 (três) crianças e hoje conta com, aproximadamente, 40 alunos. Em outubro de 2017, o grupo ganhou em terceiro lugar na competição Fest Dance 2017 em Campos do Jordão e trouxe para o projeto seu primeiro troféu de dança. Em janeiro de 2018 o Projeto Rayane acrescentou a modalidade de Muay Thai, da equipe Tsunami — Palencio Gonçalves, com o professor Luiz Fernando. Hoje essa modalidade tem, aproximadamente, 20 alunos. O projeto ajuda, ainda, 7 famílias carentes do bairro Maricá com 1 cesta básica por mês, com doações de mantimentos feitas pelos pais e alunos do projeto. O lema do “Projeto Rayane” é: FAZER O BEM SEM OLHAR A QUEM!!!

 

Adiado

Relacionado na Ordem do Dia, o Projeto de Lei n° 85/2018, do Poder Executivo, que “Regulamenta o serviço público de transporte escolar do Município de Pindamonhangaba, e dá outras providências” recebeu uma emenda do vereador Ronaldo Pinto de Andrade – Ronaldo Pipas (PR). Desta forma o Projeto foi, automaticamente, retirado da pauta de votação e adiado, uma vez que, deverá receber, nos próximos dias, os pareceres das respectivas Comissão da Casa para que retorne à Ordem do Dia.

28ª Sessão Ordinária

A Câmara de Pindamonhangaba realizará na próxima segunda-feira, dia 27 de agosto, a partir das 18 horas, a sua 28ª sessão ordinária. Aberta a toda a comunidade, a reunião é realizada no Plenário “Dr. Francisco Romano de Oliveira”. A sede da Câmara de Vereadores está localizada na rua Alcides Ramos Nogueira, 860 – Mombaça. A sessão plenária conta com transmissão “ao vivo” pelo canal 4 da Operadora NET e, também, pela internet no portal www.pindamonhangaba.sp.leg.br.